Economia tola – não comece errado!

Outro dia, minha esposa e eu, fomos a uma pizzaria num grande shopping center de nossa cidade. Ao pegarmos a pizza no balcão e sentarmos para comer, isso mesmo, não tinha garçom para atender e tive que pegar a pizza no balcão, nos deparamos com talheres de plástico para cortar a pizza.

Não há nada de errado nisso, mas naquele caso, os talheres não cortavam nem vento, quem dirá uma pizza! Aquilo deixou em nós um sentimento ruim sobre o lugar. Eu já havia comido pizzas daquela franquia em outro lugar e tinha gostado muito do atendimento, porém aquilo deixou uma má impressão e provavelmente não voltarei a comer lá.

O mundo está repleto de exemplos de empresas que necessitam fazer economia e acabam passando uma imagem de miséria para o cliente. E isso é muito ruim, pois o cliente, na maioria das vezes, paga pela experiência que passou no lugar e não só pelo produto que consumiu.

Aí você diz: mas o que isso tem haver comigo?

Tem tudo haver com você! Este blog tem por objetivo ajudar você a ter uma vida financeira mais consciente e saudável, e um dos primeiros passos é justamente cortar gastos. Mas será que todos os gastos devem ser cortados? Como posso saber o que cortar?

A ideia hoje é te ajudar a ver como economizar de maneira tola pode acabar comprometendo seus planos de ser mais feliz sem problemas financeiros.

Corte gastos com de maneira consciente e não de maneira conveniente.

Será que o dono da pizzaria poderia ter economizado em outras coisas? Existem inúmeras coisas que um empresário pode cortar antes de mostrar para o cliente que ele está fazendo isso!

Será que ele tem uma boa gestão de seus custos? Será que ele mapeou todos os processos de preparação da pizza e ,a partir dos resultados, tomou alguma atitude em relação otimização destas etapas? Não sei! Mas que é quase certo que ele não fez isso é!

Quando estamos determinados a ter controle do nosso dinheiro, é realmente  necessário mapear a nossa situação atual , veja isso aqui, e ,obviamente, devemos cortar aquilo que não é prioridade.

Mas como saber o que é prioridade ou não?

Podemos definir prioridade, neste caso, tudo aquilo que afetará suas necessidades básicas de sobrevivência ( comida, vestuário, moradia etc).

Por exemplo: Não faz sentido cortar gastos com alimentação quando se tem gastos com mais de 300 canais na TV à cabo!

Quando você criar seu orçamento doméstico, você terá condições de ver tudo aquilo que é e o que não é prioridade.

Portanto, não corte primeiro do seu orçamento coisas relacionadas a alimentação saudável ( besterias devem ser cortadas, seu corpo agradece!), saúde, moradia.

O grande segredo – a otimização dos gastos.

Será que o dono da pizzaria teria melhores resultados se tivesse otimizado seus gastos ao invés de cortá-los?

Pense nisso em seu caso. Será que faz mais sentido você cortar ou otimizar?

Veja alguns exemplos:

Você já parou para analisar seus hábitos alimentares? Quanto gasta com besteiras que te fazem sentir dores e sensações ruins logo depois de come-las?

Será que não seria mais inteligente para seu bolso e sua saúde procurar comprar alimentos mais naturais?  E pode ter certeza, tudo aquilo que se descasca é mais barato do que aquilo que se desembala.

Você faz academia? Será que realmente usa todos os serviços de dela? Muitas vezes pagamos muito mais que usamos. Pare para pensar no seu treino. Será que ele não poderia ser feito na rua, de graça?

Talvez você use o argumento de que não terá motivação em fazer uma atividade física sozinho, sem ajuda de um instrutor. Nesse caso tenho uma dica que pra você: Existe um aplicativo que faz todo o trabalho de um personal no seu próprio smartfone (clique aqui).

Eu uso este aplicativo e gastei apenas 10% do que eu gastaria em uma academia. Porém, isso exige mais disciplina. Mas quanto mais disciplina tiver, mais consciência de consumo terá!

Esses são apenas dois exemplos, mas existem vários jeitos de ter o mesmo resultado de maneira mais barata. Mas independente de qual área pretende começar a cortar seus gastos, não comece de maneira tola.  

Comece errado e se desmotive logo.

Quanto entendemos que precisamos dar meia volta na nossa situação financeira, ficamos cheio de empolgação, realmente animados. E logo vem à mente coisas que podemos cortar de nosso orçamento: Curso de inglês, compra de livros, comprar comida, consultas médicas e por ai vai.

O ponto é: Você precisa cortar tudo aquilo que não gera valor na sua vida. Faz sentido manter, por exemplo, um carro 50 mil reais e cortar um curso que esteja fazendo?

Quanto mais cortar de seu orçamento aquilo que te faz crescer como pessoa em detrimento daquilo que te faz apenas parecer ser uma pessoa melhor, mais desmotivante será para você ter o controle de sua financeira. Lembre-se o legal da história e ser e não parecer ser uma pessoa melhor.

Não faça como o dono da pizzaria que minha esposa e eu fomos. Não seja tolo, use sua inteligencia a seu favor.

Reavalie seus hábitos de consumo, cuide da sua saúde financeira. Mas não deixe isso ser um problema, faça disso a solução!

Se você gostou da informação que leu, compartilhe este post com outras pessoas. Deixe seu comentário, críticas ou sugestões.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s